Decoração de natal em condomínios

Veja aqui os cuidados necessários e como decorar o condomínio

para essa data tão especial

Não é pelo fato de que teremos um Natal diferenciado, por força das novas normas de segurança impostas pela Covid-19 que não devemos deixar de decorar o Condomínio. Nada é mais simbólico para o mês de dezembro do que a preparação para o Natal. Com ele, vem a tradição de enfeitar os condomínios com luzes e árvores típicas da época.
   Difícil ver um condomínio que não coloque nem uma luzinha para dar um brilho ao seu jardim. Por isso, trouxemos algumas dicas e cuidados necessários sobre o assunto.

Como organizar?

• Antes de qualquer coisa, deve haver um planejamento sobre o quanto pode ser gasto com a decoração natalina. Se esse tipo de ornamentação já está previsto no orçamento anual, ou não envolva custos elevados, é provável que não seja necessário nenhum tipo de rateio extra. Caso contrário é interessante que se vote em assembleia tanto se vai haver ornamentação e, em caso haja aprovação, quanto dinheiro será empregado na tarefa.

• As administradoras consultadas sugerem que haja um rateio anual para os custos com a decoração. Desse modo, por se tratar se uma despesa ordinária, os inquilinos também devem pagá-la.

• Para ajudar a montar a decoração, vale montar uma comissão de moradores interessados. As crianças também podem ajudar no trabalho, promovendo assim uma maior integração no condomínio.

• Comprar esse tipo de artigo nos centros populares, colabora para manter os custos ainda mais baixos.

Tipos de decoração

Outro ponto importante é o tipo de decoração que o condomínio espera apresentar. Se o desejo for por algo simples, como lâmpadas do tipo “pisca-pisca” nas árvores do jardim e enfeites do mesmo tipo na portaria, os próprios funcionários podem se encarregar de fazê-lo.

Também é possível colocar uma árvore de Natal no hall social, com algumas caixas, que simbolizam os presentes, embaixo dela.

Nesses moldes a decoração sai bem em conta. Na hora de montá-la vale usar os enfeites de anos anteriores – os custos são apenas em substituir as lâmpadas queimadas e algum enfeite quebrado.

Quem quiser uma decoração mais ecológica pode usar a criatividade e criar enfeites com garrafas pet e revistas antigas, por exemplo.

Há outros lugares, principalmente os condomínios comerciais, que optam por apresentações mais elaboradas. Para quem quer uma decoração completa de fachada, é preciso preparar o bolso. Dependendo da empresa escolhida e do tipo de ornamentação o custo pode chegar a R$ 10 mil. Nesses casos o recomendável é contar mesmo com a mão de obra especializada – já que não é possível para os funcionários do prédio, por exemplo, colocar lâmpadas em toda a fachada.

Quem opta por uma decoração maior também deve se antecipar sempre que possível –  tanto na decisão do orçamento empregado quanto na pesquisa da empresa escolhida. Com a proximidade do Natal, as prestadoras desse serviço vão ficando cada vez mais atarefadas, com menos horários disponíveis e, é claro, cobrando mais caro.

Lido 173 vezes
Avalie este item
(0 votos)

Revista Digital Abril 2021