Notícias da Revista

BANNER INALDO DANTAS SITE

17 ideias para colocar em prática no condomínio em 2017

Muitas pessoas veem no início de um novo ano a possibilidade de recomeço.

Essa é, portanto, geralmente uma época de planejamento

 

Que tal planejar, além de realizações pessoais, ações para o condomínio em 2017?

Veja algumas ideias que separamos para você colocar em prática no novo ano.

1. Evitar o desperdício de água

Não é só pela questão financeira, mas pela proteção do meio-ambiente. Cada vez mais, vemos notícias sobre a falta de água em diversos estados brasileiros, e os condomínios podem (e devem) promover ações para o uso consciente deste bem tão precioso. O síndico pode promover campanhas de conscientização.

2. Manter a caixa d’água do condomínio em dia

Além do vazamento promover desperdício de água, ele pode acarretar em danos à estrutura da caixa d’água – por isso é tão importante manter a impermeabilização em dia. O síndico deve estar atento, ainda, à limpeza correta da caixa d’água, para garantir uma água segura para o consumo de todos os moradores.

3. Fazer investimentos que valorizem o condomínio

O síndico é também responsável por manter o condomínio e promover ações que o valorizem. Essa valorização pode trazer benefícios a todos os moradores, facilitando vendas e locações.

4. Ficar atento aos detalhes

Diz o ditado que “o diabo está nos detalhes” – e é a eles que o síndico deve voltar a sua atenção. Com a vistoria constante do condomínio, fica mais difícil ser surpreendido por um vazamento que já esteja afetando a estrutura da edificação, por exemplo. Por isso, para se prevenir, o síndico deve estar sempre alerta.

5. Dar a atenção devida à impermeabilização predial

Um dos itens mais negligenciados nos condomínios é a impermeabilização predial. No entanto, dados apontam que, em todo o país, o percentual de condomínios afetados por problemas de infiltração atinge 80%.

6. Apostar na segurança dos moradores

O condomínio, para ser realmente seguro para todos, precisa muito mais do que sistemas de monitoramento (que, é claro, também são muito importantes). Existem locais que merecem atenção especial, como é o caso da piscina no verão. Sem algumas regras, ela pode se tornar bastante insegura e ser palco de acidentes.

7. Manter a garagem em ordem

Se tem uma área que é fonte de atritos em quase todos os condomínios, essa área é a garagem. Para mantê-la longe de conflitos, o ideal é fazer a manutenção correta, e criar regras para organiza-la.

8. Fazer a manutenção adequada na quadra poliesportiva

As quadras poliesportivas dos condomínios vêm recebendo cada vez mais atenção dos moradores, que têm procurado a prática esportiva no seu tempo livre.

9. Atualizar o regimento interno

Para comportar as novas regras, é importantíssimo manter o regimento interno do condomínio sempre atualizado.

10. Manter a paz entre os moradores

Com tantas pessoas convivendo em um condomínio, os conflitos infelizmente são comuns.

11. Promover ações que integrem os moradores

Outro ditado popular diz que “é melhor prevenir do que remediar” – e isso pode ser aplicado também quando o assunto é conflito entre moradores. Que tal, ao invés de se preocupar com os ânimos acirrados nas assembleias, tentar promover ações que integrem os moradores, e criem um clima harmômico no condomínio? Manter uma horta coletiva pode ser uma alternativa.

12. Entender as atribuições do síndico

Se você é um novo síndico, é essencial que entenda as atribuições do síndico, para desempenhar suas funções de maneira adequada.

13. Entender os direitos do condomínio

Seu condomínio é novo e está apresentando problemas construtivos?

14. Ficar por dentro da legislação

Além de entender suas atribuições, e também da administração do condomínio, um bom síndico deve estar informado sobre a legislação.

15. Ficar atento às unidades

Ser síndico pode ser muito recompensador, mas exige bastante dedicação. Além das áreas comuns, o síndico deve tomar precauções relativas às obras realizadas nas unidades.

16. Colocar as obras em votação

Relativo às obras em áreas comuns, de responsabilidade direta do síndico, preparamos alguns materiais. O ideal é que, sempre que possível, as obras sejam debatidas e aprovadas em assembleia para evitar possíveis disputas judiciais.

17. Contratar bons profissionais

Nada pior do que uma obra que não termina nunca, não é mesmo? Para se prevenir de tantos problemas que podem ocorrer durante as obras no condomínio, existe uma dica que é fundamental: contratar profissionais sérios, com experiência e que entreguem um trabalho de qualidade.

Lido 59 vezes
Avalie este item
(0 votos)